fbpx

Maciel de Aguiar

Eleições em Vila Velha:

VITÓRIA DE PIRRO OU UM NOVO GENERAL?

Foto: Reprodução

Em 2 de outubro do corrente – quase um mês e meio antes das eleições do primeiro turno em Vila Velha, a bela capital da História do Espírito Santo -, publiquei o texto VELHO X NOVO, no site movimentoonline.com.br em que previa os candidatos majoritários, Max Filho e Neucimar Fraga, se defrontando em uma guerra tão fratricida quanto ensandecida, e quem fosse para o segundo turno poderia conquistar uma ”Vitória de Pirro”.

E quem foi Pirro?

Conta-se que foi um general belicoso e líder infatigável, embora não tivesse sido um rei propriamente sábio para encontrar as soluções diante da ameaça de uma avassaladora derrota.

Pirro foi considerado um dos grandes militares de seu tempo, deixou um legado para a humanidade e muitos o seguem mesmo sem saber!

Não obstante isso, as maiores fraquezas de Pirro eram a falta de concentração e a ausência de determinação para comandar os seus soldados, além de sofrer influência de um tio que ditava as ordens no reino, controlava o dinheiro e usava, digamos, a mão de ferro!

O General Pirro também tornou-se famoso pela expressão “vitória pírrica”, quando na batalha de Ásculo lhe deram os parabéns pela conquista a todo custo, e diz-se que ele respondeu:

“Com mais uma vitória como esta, serei derrotado!”

Foi quase o que aconteceu um milênio após, no Município de Vila Velha, com a vitória, em primeiro turno, do atual prefeito Max Filho, candidato à reeleição, que venceu o seu maior adversário, Neucinar Fraga, mas terminou em um distante segundo lugar, deixando desmotivado o seu ”exército de seguidores” em decorrência de uma votação incompatível para um detentor do poder.

No próximo dia 29/11, vamos saber se a atual gestão – mesmo tendo a seu favor a mítica probidade dos Mauro, que foi deixada em segundo plano e optou-se por uma campanha para desqualificar o adversário – teve uma ”Vitória de Pirro” no primeiro turno das eleições ou se foi para dar mais emoção à disputa.

Porém, a similitude milenar é quase uma constatação de que o jovem Arnaldinho Borgo – representando o ”novo” – surge no cenário político Canela Verde feito um devastador tsunami para enfrentar uma grife cujo representante realizou uma boa gestão, mas não soube cacarejar as suas entregas.

Agora, para tentar conter a avassaladora onda de mudança no comando do Município, conta-se que contrataram uma conhecida marqueteira a preço mais compatível com o seu peso físico do que com as propostas para um futuro governo de coalizão que possa reunir mais apoios do campo democrático e dos formadores de opinião do que em decorrência das acusações no varejo da política provinciana.

Então, iremos assistir a uma segunda batalha, onde, definitivamente, ”VELHO X NOVO” irão se defrontar para saber se houve, no primeiro turno das eleições, uma ”Vitória de Pirro” ou se está surgindo um novo, destemido e impetuoso general.

Maciel de Aguiar
Escritor das barrancas do lendário Cricaré.

 

21/11/2020

Escritor das barrancas do Cricaré.
Autor de 142 livros publicados e alguns traduzidos para vários idiomas, dentre eles ”Niemeyer o gênio da arquitetura”, sobre o arquiteto Oscar Niemeyer;
”Rubem Braga o sabiá e eu”, sobre o cronista Ruben Braga;
”Pelé the king of football”, sobre o Rei Pelé e, recentemente, lançou
”Roberto Carlos as canções que você fez pra mim”, sobre o Roberto Carlos.
Maciel de Aguiar também é autor da série ”História dos Quilombolas – 40 livros”, com base na oralidade, e finalista do Prêmio Jabuti, maior concurso literário do Brasil com a tetralogia ”Os anos de chumbo”, sobre a ditadura militar.

Ultimas Colunas

Eleições em Vila Velha: VITÓRIA DE PIRRO OU UM NOVO GENERAL?

Em 2 de outubro do corrente - quase um mês e meio antes das eleições do primeiro turno em Vila Velha, a bela capital...

Eleições em São Mateus: QUANDO CECIL THIRÉ ESTEVE AQUI

No ano de 1985, nos dias 5, 6 e 7 de julho, na então pequena, aristocrática e ex-escravocrata cidade de São Mateus - perdida...

Eleições em Colatina: TEMPO DE AMAR

Certa feita - não sei precisamente onde -, ouvi uma frase que nunca me abandonou: ''Há um tempo para tudo e um tempo para...
%d blogueiros gostam disto: