fbpx

José Márcio Soares de Barros

Economista formado pela Ufes, é atualmente Consultor da Diretoria no Banco do Estado do Espirito Santo (S/A.Banestes)

Oferta Pública de Ações e Lançamento subsequente

Existem duas principais formas das empresas se capitalizarem: através de empréstimos bancários ou pela venda de suas ações. Chamamos de Oferta Pública Inicial as ofertas das ações ao mercado ou como é conhecido pela sigla em inglês IPO Initial Public Offer. A divisão do capital com outros acionistas é uma das maneiras mais baratas de se capitalizar e de se alavancar.

O esperado é que ao trazerem os recursos para a empresa, eles possam ser utilizados para construção de novas plantas, expansão de mercados, criação de empregos, geração de renda e riqueza. De outra forma, sou terminantemente contra quando estes recursos levantadossão utilizados para comprar o controle de concorrentes, criando monopólio e acredito até que deveria existir alguma regulamentação por parte da CVM nestas captações.

Dois fatores principais ajudaram no aumento no númerode IPO’s do segundo semestre de 2020 para cá: a primeira razão foi a queda nas taxas de juros e a outra razão é a baixa oferta, o reduzido número de opções de compra de empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Só para exemplificar, enquanto os EUA têm mais de 3.000 empresas listadas, o Brasil tem hoje em torno de 400 empresas somente.

Este primeiro trimestre de 2021 foi o melhor períododesde 2011 em número de operações. Até o momento foram 16 operações que renderam R$ 21 bilhões em recursos. Cinquenta por cento destes recursos vieram de compras efetuadas por fundos de investimentos, 7% por pessoas físicas e 34% por investidores estrangeiros.

A nova temporada de Oferta Pública de Ações que começou agora em abril está sendo marcada por alguns cancelamentos e descontos. Nenhuma empresa conseguiu até agora emplacar a faixa de preços pretendida, sempre o mercado pede um desconto no valor de lançamento. Podemos citar dois exemplos ocorridos agora em abril. A Rede de Hospitais de Minas Gerais, Mater Dei foi colocada com desconto de 15% no preço. A ação foi vendida a R$ 17,44 e levantou R$ 1,4 bilhões. A Blau Farmacêutica com fábricas em Cotia – SP e Anápolis – GO, saiu com desconto de 15%, com as ações sendo vendidas a R$ 40,00. A empresa levantou R$ 1,2 bilhões.

Algumas empresas consideraram que o momento não era adequado e cancelaram ou adiaram a colocação de papéis. Podemos citar pelo menos quatro empresas como a LG Informática, a distribuidora de equipamentos hospitalares Viveo, a Agro Galaxy e a Wine de distribuição de vinhosque havia adiado em novembro do ano passado o IPO e que agora cancelou de vez a intenção. Ao todo em 2020, 17 empresas cancelaram ou adiaram as suas colocações.

Um estudo da empresa Alvarez & Marsal que analisou as 33 operações que ocorreram no segundo semestre de 2020 mostrou que estas ofertas renderam R$ 56 bilhões.Sessenta por cento deste valor, ou seja R$ 34 bilhões foi para o caixa das empresas e 40%, ou seja R$ 12 bilhões foi para o bolso dos acionistas.

Das 33 operações do 2º semestre de 2020, 16 contrataramo que chamamos de Formadores de Mercado, que sãoBancos de Investimentos e Consultorias que traçam estratégias do melhor momento de colocação, analisam a conjuntura econômica e muitas vezes até fazem uma colocação desobrigada, que é conhecida pelo mercado pelo termo em inglês Best Efforts, na tradução para o português “melhores esforços”.

Podemos citar três empresas como experiências bem-sucedidas na colocação de IPO’s: a empresa de petróleo3R PETROLEUM que fez um IPO em novembro de 2020 e vendeu suas ações a R$ 21,00 com desconto de 14%. Foi levantado R$ 690 milhões. Em março deste ano ela fez um Follow on (operação secundária de venda de ações ou lançamento subsequente) quando as ações estavam valendo R$ 42,00 (exatamente o dobro do preço do IPO) e conseguiu levantar mais R$ 823 milhões a R$ 36,00. Os papéis da empresa continuam a subir e já estão cotados a R$ 41,00.

A empresa Sequoia de Logística e Transporte fez um IPO em outubro de 2020 ao preço de R$ 12,40 (desconto de 13%) e levantou R$ 1 bilhão. Foi feito na semana passada um Follow on e arrecadou mais R$ 894 milhões ao preço de R$ 25 (desconto de 3% somente).

Por último a fabricante de pás eólicas, Aeris fez um IPO em novembro de 2020 a R$ 5,50 (desconto de 15%). Agora no mês passado fez um Follow on e vendeu parte de suas ações a R$ 9,00. Neste caso 12 acionistas embolsaram R$ 135 milhões.

Podemos citar ainda outros casos de sucesso como a CSN Mineração, a Construtora LAVVI (empresa do grupo Cyrela), a Construtora Melnick do Rio Grande do Sul, dentre outras, porém vamos citar um fato interessante que ocorreu com o IPO da Rede de Farmácias PagueMenos: como o valor das ações depois da colocação do IPO caíram, a Pague Menos foi ao mercado e utilizando recursos da própria Tesouraria, recomprou as ações com preço mais baixo do que quando fez a Oferta PúblicaInicial.

Como caso malsucedido agora em abril podemos citar a OCEAN PACT que é uma empresa do ramo de serviços marítimos do Rio de Janeiro e foi assessorada pela gestora DYNAMO. Depois do IPO que saiu a R$ 11,50, o preço do papel já caiu 25%. Um outro caso também malsucedidofoi da AMBIPAR (Gestão Ambiental) que embora já tenha adquirido 6 empresas o papel teve uma queda significativaaté o momento.

Até o final do mês de abril ainda teremos mais 7 ofertas previstas, mas a mais esperada é a da CAIXA SEGURIDADE, que deve levantar R$ 5 bilhões.

Aqui no Estado do Espírito Santo somente duas empresas têm ações em Bolsa de Valores: o Banestes, desde 1977 e a Fertilizantes Heringer, desde 2007. Algumas empresas aqui do Estado querem lançar ações em Bolsa: uma delas já está em estado adiantado de lançamento: é a KoraSaúde, que é dona da rede de Hospitais MERIDIONAL. Eles têm 10 hospitais sendo 7 no Espírito Santo, 2 no Tocantins e 1 no Mato Grosso. O Grupo espera levantar entre R$ 1,7 a R$ 2,2 bilhões. Eles estão no chamado “período de silêncio, em que não podem comentar nada por determinação da B3 e da CVM, porém o mercado tem conhecimento de que alguns acionistas minoritáriospodem barrar esta colocação. O processo de formação de preços, popularmente conhecido por Bookbuilding, vai atéo dia 27 e no dia seguinte, se não houver obstáculo judicial, ela fará a estreia em Bolsa.

Uma outra empresa que protocolou a colocação de ações na NASDAQ na quarta-feira passada, dia 21 de abril, foi a PICPAY. A empresa que hoje tem o controle acionário da JBF (Banco Original) tem ainda um capixaba em seu controle. A empresa espera que com a capitalização passea ter um valor de mercado próximo de R$ 200 bilhões. Quatro empresas brasileiras já fizeram este mesmo caminho que a PICPAY e obtiveram sucesso: a XP banco e gestora de recursos, a STONE processadora de cartões de crédito, a AFYA de educação na área medica e a ARCO de educação em geral.

01/05/2021

Ultimas Colunas

Oferta Pública de Ações e Lançamento subsequente

Existem duas principais formas das empresas se capitalizarem: através de empréstimos bancários ou pela venda de suas ações. Chamamos de Oferta Pública Inicial as...

Concessões e os sinais positivos para a economia nacional

São gratificantes as recentes notícias referentes a privatizações, concessões, desmobilizações e diminuição do tamanho do Estado. Causam a sensação da economia estar prestes a...

Reflexos da crise: gastos no exterior X gastos de estrangeiros no Brasil

Todos esperávamos que a pandemia causasse uma forte queda no quantitativo de brasileiros que se deslocavam ao exterior, entretanto os números divulgados pelo Banco...
%d blogueiros gostam disto: