Em Vitória, ônibus municipais vão integrar sistema Transcol na próxima segunda (10)

Não haverá mudança de número ou de itinerário de nenhuma linha e haverá prazo para conexões de 30 minutos até uma hora e meia, a depender do local onde ocorrer o primeiro embarque

0
Ônibus verdinho da Viação Tabuazeiro - Foto: Reprodução/Internet

A partir da meia-noite segunda-feira da próxima (10), todo o sistema municipal de transporte de Vitória passará a fazer parte do Transcol. A conexão será feita nos pontos de embarque e desembarque das linhas troncais, que passam pelas principais avenidas da capital, ao custo de apenas uma passagem, hoje no valor de R$ 4.

A mudança extingue o sistema municipal, mas não elimina seus 132 veículos imediatamente, que continuarão circulando enquanto novos são providenciados. Eles serão integrados à frota do Transcol, que passará a contar com 1.570 coletivos.

Segundo o secretário de de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), Fábio Damasceno, no final das contas, trata-se de uma ampliação do sistema metropolitano.

“Então nós temos uma ampliação, e com isso a gente vai poder atender a cidade de Vitória. A grande novidade é que a quem usa essas linhas alimentadoras vai poder fazer o embarque nas troncais gratuitamente. Nós vamos ter uma passagem única. O sistema é integração temporal”, explicou o titular da pasta em transmissão ao vivo, na tarde desta quarta-feira (5), com o governador Renato Casagrande.

Como Vitória não possui terminais rodoviários de transporte público, a conexão deverá ser realizada nos pontos de ônibus das linhas troncais durante um intervalo de tempo que vai de 30 minutos até uma hora e meia, a depender do local onde acontecer o primeiro embarque.

“Pode fazer mudança [entre ônibus] usando o cartão. Não precisa de um terminal. Aqui em vitória, num ponto de ônibus vc faz essa conexão. [Com prazo de] Uma hora. pegar uma alimentadora da Serra, Viana e Cariacica [e Vila Velha], ele tem uma hora e meia, porque são as linhas mais longas”, afirmou Fábio.

Cartão GV será obrigatório nas conexões – Foto: Jordan Andrade/Ceturb-ES

Durante o anúncio, foi esclarecido que a mudança é fruto de uma demanda dos moradores de Vitória, com apoio do Ministério Público Estadual (MPE-ES).

“Isso é uma solução demandada pela população de Vitória, acompanhada pelo Ministério Público e atendida por nós, pelo nosso governo, para que a gente dê uma qualidade melhor, mais adequada, estabilidade ao funcionamento do transporte público aqui na nossa capital”, disse Casagrande.

Após o pronunciamento, a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) divulgou quais linhas integram e quais serão os pontos de conexão.

As novas linhas do Transcol terão as mesmas numerações e itinerários das atuais linhas municipais, que deixam de circular no mesmo dia.

Como vai funcionar?

Como a Capital não possui um terminal físico, a conexão entre as linhas alimentadoras e as linhas troncais terá regras específicas. O usuário terá um tempo pré-determinado para realizar o segundo embarque, fazendo a conexão com as linhas troncais e vice-versa, sem precisar pagar nova tarifa, de acordo com a tabela de integração. Veja, abaixo, na íntegra:

Por enquanto, a possibilidade de realizar a conexão entre linhas troncais e alimentadoras de Vitória será a única mudança para o usuário do transporte coletivo. Neste momento, as novas linhas do Transcol vão manter as numerações e itinerários. Os ajustes serão realizados pontualmente, à medida que forem identificadas necessidades de melhoria no serviço.

Linhas alimentadoras de Vila Velha, Cariacica, Serra e Viana darão prazo de até 1 uma hora e meia para conexão em Vitória – Foto: Reprodução/Google Maps

Obrigatoriamente, o passageiro precisa utilizar o CartãoGV para fazer a conexão em Vitória. É a tecnologia do sistema de bilhetagem eletrônica, implantada pelo Governo do Estado em 2019, que permite que o usuário realize um novo embarque sem pagar novamente a tarifa.

No caso da Capital, em vez da linha alimentadora seguir até um terminal para acessar uma linha troncal, o passageiro terá um tempo para realizar um segundo embarque em alguma linha troncal (ou vice e versa), fazendo a conexão entre linhas troncais e alimentadoras. O tempo para o segundo embarque será o seguinte:

  • Primeiro embarque na linha alimentadora de Vitória – Até 30 minutos para realizar o segundo embarque na capital;
  • Primeiro embarque nas linhas troncais ou roletas de terminais – Até 1 hora para realizar o segundo embarque em Vitória;
  • Primeiro embarque nas linhas alimentadoras de Vila Velha, Cariacica, Serra e Viana – Até 1 hora e 30 minutos hora para realizar o segundo embarque em Vitória.

Saiba mais

Todas as linhas de alimentadoras de Vitória possuem pelo menos uma possibilidade de conexão na cidade. Para consultar as conexões permitidas entre as linhas alimentadoras e as linhas troncais na Capital, o usuário poderá:

  • Acessar o site da Ceturb-ES: selecionando a linha alimentadora de Vitória em que está viajando e, posteriormente, clicando na linha que deseja embarcar para abrir a lista das vias para realizar o segundo embarque;
  • No aplicativo ÔnibusGV: escolhendo o ponto onde vai desembarcar, selecionando a linha que ele está viajando e abrindo as linhas que passam naquele ponto e que fazem a integração;
  • O usuário ainda pode se informar por meio do telefone da Ceturb-ES: 0800 039 1517 (ligação gratuita)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui