Ministério da Saúde pede ao Butantan entrega imediata de 6 milhões de doses da Coronavac

Pasta ressalta "urgência na imediata entrega" das doses, com a justificativa de que a medida é necessária para iniciar "a logística de distribuição para todos os estados da federação"

0
Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios (Foto: Agência Brasil)

“Solicitamos os bons préstimos para disponibilizar a entrega imediata das 6 milhões de doses importadas”, diz o ofício do Ministério da Saúde encaminhado, na tarde desta sexta-feira (15), ao Instituto Butantan, que desenvolveu a vacina CoronaVac em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Assinado pelo diretor do departamento de logística em Saúde, Roberto Ferreira Dias, o documento é endereçado ao diretor-geral do Butantan, Dimas Covas. Em negrito, o assunto: “Entrega imediata de 6 milhões de doses importadas da vacina contra a Covid-19”.

O ministério ressalta “urgência na imediata entrega” da quantidade de doses do imunizante, com a justificativa de que a medida é necessária para iniciar “a logística de distribuição para todos os estados da federação” como estaria previsto no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid-19.

Ainda segundo o texto, os trabalhos de imunização da população seriam iniciados “tão logo seja concedido a autorização pela agência reguladora”, referindo-se à Agência Nacional de Imunização (Anvisa), que decidirá no próximo domingo pela aprovação ou reprovação do uso em caráter emergencial da vacina.

Veja o documento na íntegra:

Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui