Suplentes: saiba quem são os políticos que assumem as vagas dos prefeitos eleitos

0
Foto: Reprodução

O Espírito Santo elegeu nas eleições municipais três prefeitos que são deputados estaduais e outro que é deputado federal. Com isso, os primeiros suplentes assumirão as cadeiras no poder legislativo na Assembleia Legislativa (Ales) e na Câmara dos Deputados. Vamos conhecer estes políticos que retomam à cena?

Em Vitória, o deputado estadual Delegado Pazolini (Republicanos) venceu João Coser (PT), com 58,50% dos votos válidos. Com o resultado, chega o ex-deputado estadual e ex-presidente do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE-ES), Marcos Madureira (PRP).

O histórico de Madureira apresenta um político que foi próximo do ex-presidente da Ales, José Carlos Gratz, quem possui passagens pelo sistema prisional por crimes de irregularidade para fins eleitorais, e foi condenado a mais dez anos de cadeia em 2019 por desvio de recursos dos cofres públicos.

Marcos Madureira – Foto: Reprodução

Madureira foi afastado do TCE-ES pela Justiça, após ação movida pelo ex-governador Max Mauro, por idoneidade moral. Mauro apresentou uma ligação de telefone interceptada que mostra Madureira, quando era diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES), pedindo a uma empresa 10% de comissão após um contrato firmado.

Cariacica

Com a eleição de Euclério Sampaio (DEM), o suplente Freitas (PSB) retorna para a Ales. Em 2019, o socialista chegou a assumir o cargo de deputado estadual, quando Bruno Lamas (PSB) precisou se licenciar para ser Secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setades).

Lamas depois retornou para a Assembleia. Agora Freitas terá a conclusão do quarto mandato no cargo.

Freitas – Foto: Ellen Campanharo

Barra de São Francisco

Enivaldo dos Anjos (PSD) estava em seu quinto mandato na Ales, quando decidiu disputar a prefeitura do município. Foi eleito com a maior votação de Barra de São Francisco. No lugar dele, entra Luiz Durão (PDT). O político de Linhares foi absolvido em 2019 de uma acusação de estupro. Ele chegou a ser preso preventivamente, em flagrante.

Na ocasião, ele alegou que deu carona para uma adolescente em uma viagem para Vitória e precisou parar em um motel por ter tido desconforto intestinal. De lá foi para a cadeia, no dia 4 de janeiro.

Luiz Durão – Foto: Tonico

Durão foi prefeito de Linhares por duas vezes, também teve dois mandatos como deputado federal, sendo o último como suplente. Foi deputado estadual por uma vez e em outras duas ocasiões assumiu após estar na primeira suplência.

Serra

Sérgio Vidigal (PDT) ganhou nas urnas, o que abriu uma vaga na Câmara dos Deputados. Neucimar Fraga (PSD) era já bastante cotado para retornar para Brasília, pois era o primeiro suplente tanto do prefeito eleito na Serra e de Norma Ayub (DEM), que tentou a prefeitura de Marataízes.

Após ser derrotado no primeiro turno na eleição para prefeito em Vila Velha, Fraga retorna à Câmara dos Deputados. Ele já esteve no cargo por dois mandatos consecutivos. Depois foi prefeito do município canela verde. Tentou ser senador, mas não conseguiu.

Neucimar Fraga – Foto: Saulo Malbar

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui