1 a 1: Rio Branco elimina Desportiva com gol de Nildo e abocanha vaga na semifinal do Capixaba

Grenás saem na frente com gol contra de Jair, mas Nildo entra no segundo tempo, sobe mais que a zaga e empata de cabeça para o Capa-Preta

1
Nildo comemora gol de empate sobre a Desportiva alisando a barriga em resposta às críticas ao seu porte (Foto: Reprodução/TVE)

Um clássico movimentado com gol contra e outro mal anulado, pênalti perdido, briga e estrela brilhando. Na tarde deste sábado (28), no estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, o Rio Branco eliminou a Desportiva após empate em 1 a 1 e está garantido na semifinal do Campeonato Capixaba 2020.

Os gols da partida foram de Jair, que marcou contra e abriu o placar para a Desportiva, e Nildo, que entrou no segundo tempo para empatar o duelo. Na comemoração o, centroavante simulou a entrada dos lutadores de sumô na arena de combate e saiu alisando a barriga, em resposta às críticas que recebe por sua condição física.

Graças à vitória por 2 a 1 no primeiro confronto, disputado na semana passada, a equipe capa-preta avança para as semifinais da competição e, de quebra, elimina o maior rival.

O jogo

A Desportiva abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo. Na ponta direita, Vitinho cruza de canhota para a área do Rio Branco, Diego Noronha mata no peito e chuta cruzado para a pequena área, onde Eraldo chegava, mas o zagueiro Jair tenta cortar e toca por entre as pernas do goleiro Diogo marcando gol contra.

Eraldo comemora com companheiros o gol contra do Rio Branco (Foto: Reprodução/TVE)

A equipe capa preta sentiu o golpe e não conseguia chegar com consistência no ataque adversário, que tinha amplo domínio de jogo na primeira etapa. Os grenás construíam suas melhores jogadas pelo lado direito do ataque, se aproveitando da fragilidade do lateral esquerdo rival, Arthur.

Aos 30 minutos, Pepeta é lançado na área, domina, mas é derrubado pelo zagueiro João Vitor, que acerta um chute nas costelas do atacante. Gil Mineiro bateu rasteiro e muito fraco, quase no meio do gol, facilitando a vida do goleiro Felipe, que, sem muito esforço, agarrou e não deu rebote.

Felipe agarra pênalti cobrado por Gil Mineiro e mantém Desportiva na frente no placar (Foto: Reprodução/TVE)

Já nos acréscimos, aos 46 minutos do primeiro tempo, Jair cruza do meio de campo para Ronicley, que entrava livre de marcação por trás da zaga. Ele escora de cabeça para Pepeta, sozinho, completar de peixinho e balançar a rede da Desportiva. A assistente número um Katiúscia Mayer Berger levantou a bandeira e o juiz Davi de Oliveira Lacerda assinalou, erroneamente, impedimento.

Ronicley estava em posição legal na jogada que resultou no gol de Pepeta, anulado pela arbitragem (Foto: Reprodução/TVE)

A Desportiva seguia melhor no segundo tempo, com mais posse de bola. Aos 10 minutos, Vitinho driblou um marcador na intermediária e lançou rasteiro para Cristian, que entrou na área livre de marcação e tentou tirar do goleiro, mas Diogo saiu com precisão e deu bote certeiro na bola, desarmando o camisa 11.

O clima esquentou aos 18 minutos, quando o lateral esquerdo do Rio Branco Arthur, perdeu a bola no campo de ataque para Eraldo. Caído, o jogador alvinegro segurou o pé do atacante grená, que acabou caindo. Ambos se levantaram, mas o centroavante da Tiva foi novamente derrubado. Começou um empurra empurra e o volante Esley deu um tapa no rosto de Leandro Teixeira e acabou recebendo um de volta, de Vitinho. Apesar da confusão, ninguém foi expulso.

Aos 26 minutos, mais uma boa jogada grená. Matheus Bidick, que entrou no lugar de Eraldo, tocou para Dodô dentro da área, o meia deixou o lateral Jair no chão, driblou o goleiro e bateu de perna esquerda, mas Leandro Morais cortou de carrinho. A bola ainda bateu nas costas de Círio, que saltou para interceptar, dando tempo para Diogo se recuperar e travar novo chute do jovem atacante da Desportiva.

O empate capa-preta veio aos 38 minutos, com Nildo, que entrou no lugar de Samuel. Ronicley tabelou bonito pelo alto com Pepeta e depois lançou Gil Mineiro na linha de fundo. O camisa 8 cruzou para a pequena área e o centroavante mostrou que a forma física não o impede de subir mais que Wemerson Jeguinho e testou firme para o gol, sem dar chance de defesa a Felipe: 1 a 1 e a vaga nas mãos do Rio Branco.

Nildo comemora gol de empate que rendeu vaga na semifinal (Foto: Alef Jordan/Rio Branco)

Com a classificação escapando dentro de seus domínios e se utilizando dos oito minutos de acréscimos dados pela arbitragem, a Desportiva se lançou ao ataque em busca da vitória. Aos 49, Cassiano arrisca de perna esquerda e manda um balaço de fora da área, mas, bem posicionado, Diogo salta para a direita e espalma para a linha de fundo.

A equipe grená seguiu lutando até o fim, mas não conseguiu furar o bloqueio alvinegro. O goleiro Felipe ainda foi para o ataque nos minutos finais para tentar alguma coisa, porém sem sucesso. Aos 54 minutos de jogo, o árbitro encerrou a partida.

Sequência do campeonato

O empate deu a classificação ao Rio Branco, que aguarda o vencedor do confronto entre Vitória e Estrela do Norte, marcado para a próxima quarta-feira (2), no estádio Salvador Costa, na capital capixaba. O time de Cachoeiro de Itapemirim tem a vantagem do empate, já que venceu o jogo de ida por 1 a 0, em seus domínios. As semifinais estão previstas para acontecer entre os dias 8 e 9 de dezembro (terça e quinta-feira).

Outros confrontos

Os demais jogos válidos pelas quartas de final do Campeonato Capixaba 2020 são: Rio Branco de Venda Nova e São Mateus, neste domingo (2), às 15h, no estádio Olímpio Perim; e Real Noroeste e Serra, na próxima quarta-feira (2), às 18h30, em Águia Branca.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui