Polícia prende terceiro suspeito de envolvimento em chacina na Ilha da Pólvora, em Vitória

Ao ver a aproximação da polícia, o suspeito tentou fugir e efetuou disparos

0
Capitão Santana, comandante da Força Tática do 7° Batalhão, responsável pela operação - Foto: Divulgação/PMES

A Polícia Militar prendeu na noite do domingo (25) o terceiro suspeito de participação na chacina da Ilha da Pólvora (Doutor Américo), em Vitória. O homem preso, de 22 anos, estava na casa onde mora, no bairro Porto Novo, em Cariacica. Ao ver a aproximação da polícia, o suspeito tentou fugir.

Ele estava com o irmão e durante a evasão efetuou disparos contra os militares, que revidaram, conta o Comandante da Força Tática do 7° Batalhão, Capitão Santana, responsável pela ação que pegou o suspeito.

Através da troca de informações com a Delegacia de Crimes Contra a Vida, por volta das 20h, as barcas da Força Tática foram ao local onde ele supostamente estaria. Quando os policiais chegaram ao local, ele visualizando, empreendeu fuga. Estava ele e o irmão dele. A guarnição acompanhou a pé. Ele disparou contra os militares, que revidaram. Quando ele se deparou em um local onde não haveria saída, se viu encurralado, se entregou“, afirma o militar.

Participaram da operação 16 militares, além do serviço de inteligência. O homem foi encaminhado para a Delegacia. O irmão dele conseguiu fugir. A arma utilizada durante a troca de tiros foi apreendida.

Arma apreendida pela Polícia/Divulgação/PMES

Chacina

Quatro jovens foram mortos na Ilha da Pólvora (Doutor Américo), em Vitória, no dia 28 de setembro, surpreendidos por uma ação de um grupo criminoso que chegou ao local de barco e atirando contra as vítimas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui