Mais 9 km de duplicação e dois viadutos são liberados entre Viana e Guarapari

Os investimentos giram em torno de de R$150 milhões e geraram, em média, 400 novos postos de trabalho, diretos e indiretos

0
Foto: Divulgação Eco101

Na última terça-feira (15), a Eco101 liberou mais nove quilômetros de duplicação na BR-101/ES/BA, incluindo dois novos viadutos, que fazem parte das obras nos municípios de Viana, Vila Velha e Guarapari. Os investimentos giram em torno de de R$150 milhões e geraram, em média, 400 novos postos de trabalho, diretos e indiretos.

O novo trecho fica entre os quilômetros 314 e 323, e os viadutos localizados no trevo de Guarapari (km 335), e no distrito de Amarelos (km 321). Somados aos 15 quilômetros entregues em setembro e outubro de 2019, totalizam 24 quilômetros de pistas duplicadas neste trecho, que compreende 30 quilômetros demais serão liberados ainda neste semestre.

Viaduto no trevo de Guarapari (km 335) Foto: Divulgação Eco101

Toda a extensão do trecho conta com pista duplicada para cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto. De acordo com o diretor-superintendente da Eco101, Carlos Eduardo Xisto, para que as atividades fossem realizadas em segurança e de forma a minimizar os impactos na rodovia, os trechos estão sendo entregues de forma gradativa.

“A construção da nova pista precisou ser executada por etapas, pois ao longo das obras encontramos desafios que não estão presentes em outras partes da rodovia, como a necessidade de estabilizar o solo por conta da presença de água no local”, explicou o superintendente.

Viadutos 

A estrutura localizada em Amarelos, no quilômetro 321 em Guarapari, possui o total de 10 vigas com 18 metros de comprimento e 19 toneladas cada. A partir de agora, veículos não precisam mais parar para entrar ou sair da BR-101/ES/BA ou para fazer movimentos de retorno e acesso aos bairros.

Viaduto em Amarelos Foto: Divulgação Eco101

Já o viaduto localizado no trevo de Guarapari, no quilômetro 335, possui o total de 11 vigas com 25,8 metros de comprimento cada. A estrutura permite acesso seguro a Guarapari e ao distrito de Buenos Aires. Além disso, motoristas que desejam seguir pela rodovia não vão precisar parar os veículos, como era feito no antigo trevo.

De acordo com Xisto, esse era um dos viadutos mais esperados no Espírito Santo, pois Guarapari é uma cidade que recebe muitos turistas ao longo do ano, principalmente no verão. “A estrutura permite acesso à cidade e manobras seguras, além de aumentar a capacidade de tráfego no trecho”, informou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui