Mulher de Queiroz se apresenta para cumprir prisão domiciliar após três semanas foragida

De acordo com o advogado Paulo Emílio Catta Preta, a cliente aguarda instruções sobre a colocação da tornozeleira eletrônica após três semanas foragida.

0
Márcia e Fabrício Queiroz estão em prisão domiciliar devido a uma liminar concedida pelo presidente do STJ, João Otávio de Noronha, no dia 9 de julho, durante o período de recesso do tribunal. (Foto: Reprodução)

Márcia Aguiar, 48, mulher de Fabrício Queiroz, já está em casa, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com o advogado Paulo Emílio Catta Preta, a cliente aguarda instruções sobre a colocação da tornozeleira eletrônica após três semanas foragida.

A secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou em nota que Márcia tem cinco dias úteis contados, após notificação feita pela Justiça, para se apresentar e instalar a tornozeleira eletrônica.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, concedeu o benefício da prisão domiciliar ao casal na última quinta-feira (10). A defesa informou que os clientes seguirão estritamente o que for determinado pela Seap.

Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Fabrício Queiroz deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, por volta das 21h20 desta sexta-feira. De lá seguiu para a residência onde que cumpre a prisão domiciliar determinada já com uma tornozeleira eletrônica.

Entenda o caso

Queiroz é alvo de investigação sobre o esquema das “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e está preso desde 18 de junho, em razão da deflagração da Operação Anjo por parte da Polícia Federal (PF).

O argumento usado pela defesa é de que o ex-assessor está fazendo um tratamento contra um câncer que pode se agravar com “o atual estágio da pandemia do coronavírus”. Segundo os advogados, Fabrício Queiroz “é portador de câncer no cólon e recentemente se submeteu à cirurgia de próstata”.

O ex-assessor Fabrício Queiroz preso durante Operação Anjo, deflagrada pela Polícia Federal num endereço pertencente ao advogado Frederick Wassef, ligado à família Bolsonaro. Foto: Reprodução.

O STJ acatou o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa e estendeu a prisão domiciliar à Márcia Noronha para cuidar do marido em tratamento.

Uma das filhas do ex-assessor, Nathalia Queiroz, 29, também investigada no suposto esquema das rachadinhas da Alerj, postou uma mensagem nas redes sociais avisando que buscaria o pai na prisão.

“Estou indo te buscar, meu pai! E você vai ter o abraço de todos os seus filhos que estão cheios de saudades e tanto te amam e sabem o homem incrível que você é!”, disse a filha na mensagem.

Personal trainer Nathalia Queiroz, 29, é filha de Fabrício Queiroz e também investigada no suposto esquema das “rachadinhas” da Alerj. Foto: Reprodução.

Márcia era procurada desde o dia 18 de junho, quando o marido foi preso. Ela também foi assessora do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, servindo no gabinete parlamentar entre 2007 e 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui