Casagrande deseja melhoras a Bolsonaro, após presidente divulgar que está com Covid-19

0
Governador do Estado, Renato Casagrande, em pronunciamento no 03/07/2020. Foto: Reprodução/Youtube

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), ter confirmado que está com coronavírus, o governador do Estado, Renato Casagrande (PSB) desejou pronta recuperação ao presidente. Casagrande alertou sobre o alto número de pessoas infectadas e que faleceram pela doença no mundo. Além disso, destacou as estratégias orientadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o contágio da doença.

Bolsonaro, no entanto, em entrevista, novamente menosprezou o impacto que o vírus pode ter em pessoas mais jovens, bem como reafirmou a necessidade de isolar apenas pessoas idosas e com comorbidades. O presidente disse que está fazendo uso da hidroxicloroquina e elogiou o medicamento, mesmo que não tenha tido eficácia comprovada.

Bolsonaro tem febre e faz exame de Covid-19; resultado sai nesta terça ao meio-dia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um novo teste de Covid-19 nesta segunda-feira (6). A informação é do repórter Leandro Magalhães, da CNN Brasil, que conversou com o presidente após ele dizer a apoiadores, na entrada do Palácio da Alvorada, residência oficial, que havia feito uma radiografia dos pulmões.

“Eu vim do hospital agora, fiz uma chapa do pulmão, tá limpo o pulmão, tá certo? Vou fazer o exame do Covid agora pouco, mas está tudo bem”, disse o presidente em vídeo registrado por um apoiador.

Em seguida, Bolsonaro confirmou ao repórter que está sintomas da Covid-19, com 38°C de febre e 96% de oxigenação no sangue. O exame foi feito no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após recomendações da equipe diante da febre apresentada, e deverá ficar pronto amanhã, ao meio-dia, informou o presidente ao repórter.

Por conta disso, a agenda presidencial da semana está cancelada.

Webinário do MPF discute políticas públicas durante a pandemia do novo coronavírus

O Ministério Público Federal (MPF) promove na próxima quarta-feira (08), o webinário Enfrentamento à pandemia de covid-19 no Sul do Brasil | Avaliações e perspectivas. O evento, que poderá ser acompanhado pelo canal do MPF no YouTube, vai analisar políticas públicas instituídas para combater o avanço da doença.

O evento acontece a partir das 17h e, após os debates, as pessoas que acompanharem o webinário poderão encaminhar perguntas via chat do canal do MPF no YouTube.

Representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Saúde (CNS), do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) abordarão temas como protocolos sanitários e medidas de distanciamento social, estabelecimento e estruturação da rede de assistência hospitalar, falta de insumos, de remédios e de profissionais da saúde, entre outros, a partir das atribuições da União e de suas responsabilidades na implementação da política de saúde.

Advogados protestam contra demissões

Advogados saíram às ruas da Grande Vitória para  protestarem contra as demissões de funcionários que trabalhavam na 11ª subseção da OAB (Cariacica). A manifestação aconteceu na última quinta-feira (2) e reuniu 57 veículos.

As demissões na Subseção ocorreram no dia 09 de junho. Deuzinete da Penha Paulo e Adriana Rodrigues da Silva trabalhavam na 11ª Subseção, em Cariacica, assim como os estagiários Juliana Campos Vicente e Myckael da Silva Dias.

Tocador de vídeo

Advogados abriram um abaixo-assinado para que a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Espírito Santo (OAB-ES) contrate novamente funcionárias e estagiários que foram demitidos durante a pandemia do coronavírus.

De acordo com a Subseção, o presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho, havia se comprometido para que não houvessem demissões neste período. No entanto, alegam que os profissionais foram despedidos sem diálogos com a presidente da Subseção, Ciloni Nunes Fernandes, e sem uma justificativa plausível. Foram encaminhados apenas avisos prévios.

Casagrande faz desabafo sobre fake news e diz que pandemia foi politizada no Brasil

Durante a transmissão ao vivo do lançamento de Edital de chamamento público para eventos culturais, na manhã desta segunda-feira (6), o governador Renato Casagrande (PSB) fez um desabafo. Após o deputado estadual Bruno Lamas (PSB) e a vice-governadora Jaqueline Moraes (PSB) repercutirem a fake news divulgada no final de semana, em que um vídeo de Casagrande, de 2017, em uma festa, foi compartilhado nas redes sociais como se fosse atual, o governador aproveitou o espaço para se pronunciar e dizer que o brasileiro precisa ter mais cultura para refletir mais.

“Esse final de semana foi um final de semana de fake news. Pessoas colocando uma festa que participei em 2017. Gente compartilhando, gente instruída, gente cristã, um nível de desiquilíbrio, de falta de reflexão, que só a cultura pode mudar isso. A cultura pode ajudar as pessoas a refletirem um pouco, a cultura nos leva a ter bom senso, a desenvolver o nosso cérebro. Estamos precisando ver o mundo de outra forma”, analisa.

O governador reforçou ainda que a pandemia está sendo politizada no país e que esse comportamento do brasileiro só piora a situação atual.

“Tudo vira disputa política aqui no Brasil. Pensei que numa época dessa de pandemia todos íamos se juntar, de mãos dadas, virtualmente. Mas até a pandemia foi politizada. Politizar todos os assuntos é um desserviço à sociedade brasileira, porque dificulta nosso trabalho. Politizou os medicamentos, politizou o uso de máscara, a prática do isolamento social, politizou o risco à vida. As pessoas se expõe mais porque querem mostrar a sua posição política. Isso é uma atrocidade, um desiquilíbrio inaceitável”, pontua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui