Atleta de maratona aquática pode se tornar o primeiro capixaba a cruzar o Canal da Mancha a nado

O percurso de 34 km que pode chegar a até 50 km dependendo das condições climáticas do dia do desafio leva em média 13 horas para ser feito

0
Foto: Reprodução

Marcio Junqueira, atleta de maratona aquática, pode se tornar o primeiro capixaba a cruzar nadando o Canal da Mancha, um trecho de mar entre a Inglaterra e a França. Ele tem 47 anos e contou um pouco da sua preparação para o Movimento Online, bem como as dificuldades com a chegada da pandemia do novo coronavírus.

O atleta e sua equipe embarcam no próximo dia 10 de julho para a Inglaterra, e terão que cumprir 14 dias de quarentena e somente depois das determinações exigidas pelas autoridades sanitárias locais poderá realizar a travessia, que pode alcançar a marca de 13 horas e o percurso de 34 km pode chegar a até 50 km dependendo das condições climáticas do dia do desafio.

 

Durante o percurso, ele vai estar acompanhado de um barco com sua equipe, formada pelo técnico e o auxiliar técnico. Márcio não poderá encostar ou subir na embarcação e também não poderá usar roupa térmica, mesmo com a temperatura da água variando entre 11 e 17 graus durante o percurso.

Durante a sua preparação, Marcio buscou treinar em águas frias para ir se aclimatando e aumentando a carga dos treinos, que podem chegar a 70 km de nado por semana, complementados com sessões de exercícios funcionais, musculação, acompanhamento nutricional e fortalecimento mental. Ele contou sobre o processo de preparação para o desafio.

Marcio contou que a travessia é marcada com bastante antecedência, e que sua já estava há mais de dois anos, mas que só foi confirmada poucos dias atrás em função da pandemia do novo coronavírus. Perguntamos também sobre o processo de autorização para voar até o local da travessia e conseguir realizar todo o percurso.

Marcio explicou que o Reino Unido não faz mais parte da União Européia, onde brasileiros estão impedidos de entrar. E como uma ação preventiva pediu uma carta de visto da Associação do Canal da Mancha, por meio da embaixada do Reino Unido no Brasil, que foi entregue para o atleta no último sábado (04).

Marcio mostra bandeira com apoiadores que será colocada no final do trajeto

“Dentro desse documento está citado o meu passaporte e da minha equipe, a data da travessia, o motivo e uma entidade inglesa falando que vai existir esse evento no período de julho a agosto”, afirmou.

Boa sorte, Márcio!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui