Prorrogada até 31 de julho a suspensão das atividades presenciais da Ufes

De acordo com a Ufes, a decisão foi adotada considerando o panorama atual que indica o aumento do contágio no Estado e portaria do Ministério da Saúde

0
Campus de Goiabeiras da Ufes. Foto: Divulgação/Ufes

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) decidiu prorrogar até o dia 31 de julho de 2020 a suspensão das atividades presenciais, como forma de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus. A medida foi tomada pelo reitor Paulo Vargas, em decisão ad referendum da Plenária do Conselho Universitário, nesta segunda-feira (29).

De acordo com a Ufes, a decisão foi adotada considerando o panorama atual que indica o aumento do contágio no Estado e a Portaria nº 356/2020 do Ministério da Saúde, que estabelece as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (COVID19).

O Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana para o novo coronavírus da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde também foi levado em conta. Segundo informações do Painel Covid-19 do Governo do Espírito Santo, são 45.097 casos confirmados da doença e 1.620 óbitos desde o início da pandemia em solo capixaba.

As atividades administrativas continuarão sendo realizadas de forma remota, bem como os projetos realizados por grupos de pesquisa, orientação e defesas de dissertações e teses, que vêm ocorrendo por meio de web conferência. Permanecem suspensas as seguintes modalidades:

  • aulas presenciais dos cursos de graduação, pós-graduação e do Centro de Educação Infantil Criarte;
  • as atividades presenciais dos cursos EaD;
  • eventos coletivos presenciais (formaturas, palestras, seminários, peças teatrais, sessões de cinema etc.);
  • reuniões presenciais, privilegiando-se as virtuais; e a autorização de viagem e a concessão de diárias a servidores (docentes e técnicos-administrativos), bem como a estudantes, no que se refere a viagens ao exterior e domésticas.

Conforme deliberação do Conselho Universitário, quando houver a possibilidade de retorno das atividades presenciais, a comunidade acadêmica será avisada com uma antecedência de 15 dias.

Foto: Divulgação/Ufes

Plano de Contingência

Teve início nesta segunda (29) o trabalho de compilação e organização das contribuições enviadas pelas unidades acadêmicas e administrativas para a elaboração do Plano de Contingência da Ufes.

A sistematização dos dados está sendo realizada pelo Grupo de Trabalho (GT) Ufes COVID-19, instituído pela Reitoria para avaliar o funcionamento das medidas já adotadas pela Universidade em função da pandemia e planejar formas de retomada das atividades presenciais, quando possível.

Em paralelo, o Comitê Operativo de Emergência (COE), instituído para nortear as decisões da Universidade com base na evolução epidemiológica da doença, também organizará as contribuições enviadas para o Plano de Biossegurança.

A construção coletiva dos planos de Contingência e de Biossegurança da Ufes é uma das ações de planejamento que estão sendo desenvolvidas pela gestão da Universidade no contexto da pandemia de Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui