Prefeitura de Vitória dá ordem de licitação para construção de duas escolas

0
Foto: Divulgação/PMV

A prefeitura de Vitória, nesta segunda-feira (22), deu ordem para a licitação de obras para a construção das escolas EMEF Paulo Roberto Vieira Gomes, no bairro São Benedito, e CMEI José Rubens Vervloet Gomes, em Jardim Camburi. As sessões públicas para a contratação da empresa acontecem daqui um mês.

De olho em 2022: Dr. Enock (PMB) fala ao Movimento Online sobre objetivos para o ES

O Movimento Online conversou com exclusividade com o médico Enock, que, no Partido da Mulher Brasileira (PMB), já visa o pleito do governo estadual no ES, em 20222. Para o jornalista Saulo Malbar, falou sobre as metas que visa cumprir no estado, trazendo para o debate uma nova alternativa. Assista na íntegra:


Covid-19: Assessoria da Sesa pede pergunta, mas questionamento não é respondido

Parece que é firme o costume da Secretária de Estado da Saúde do ES de não responder perguntas da imprensa durante a, pasmem, coletiva de imprensa. No mês passado, relatamos aqui mesmo neste espaço tal fato, mas ao que tudo indica virou rotina ignorar não somente alguns questionamentos, como também as críticas.

Na coletiva realizada na manhã deste sábado (20), o Movimento Online questionou a pasta sobre a recente matéria da aquisição de 400 mil unidades de álcool em gel, comprados de uma empresa do interior do Rio de Janeiro, ao preço total de R$ 6,36 milhões, saindo por R$ 15,90 a unidade. Na publicação (a qual você confere aqui), noticiamos que a Sesa não apresentou as justificativas de concorrência de preço para escolha de revendedores, o que é previso pela Procuradoria-Geral do ES em relatório sobre contratos emergenciais e sem licitação, permitidos enquanto vigorar o estado de calamidade pública, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Na data de publicação da reportagem, o Movimento Online também entrou em contato com a secretaria via telefonema e e-mail, mas não houve resposta.

Pontos do site da PGE-ES, que relatam a necessidade de apresentar justificativas de preço em compras durante este período de pandemia. Foto: Reprodução

Contarato (Rede-ES) pede apreensão de passaporte do ex-ministro da Educação

Senador Fabiano Contarato. Foto: Divulgação/Agência Senado

Após o ministro da Educação Abraham Weintraub, que anunciou sua saída do cargo na última quinta-feira (18), dizer em uma de suas redes sociais que pretende sair do Brasil “o mais rápido possível”, o senador capixaba Fabiano Contarato (Rede-ES) protocolou nesta sexta-feira (19) um pedido de apreensão do passaporte do ministro.

De acordo o senador, o pedido se da no âmbito do inquérito do STF que investiga Fake News, e pede seja proibida a saída do ministro do país porque ele é investigado nesse inquérito.

Concursa será divulgado até sábado (20)

Os participantes do concurso para a área da saúde de Vitória deve ter acesso à lista de selecionados até este sábado (20). A informação é do prefeito Luciano Rezende (Cidadania). Com isso mais profissionais estarão aptos a atuar durante a pandemia do coronavírus.

O concurso para a área da educação também deve ter a divulgação dos selecionados até a próxima semana.

Por meio das redes sociais, o prefeito de Vitória Luciano Rezende afirmou que “Pode ser que estejamos saindo do ‘vai passar’ para o ‘está passando'”, em relação a pandemia do novo coronavírus na capital. Na visão do administrador, a curva da doença pode estar diminuindo a aceleração. Será?

Crise geopolítica à vista?

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, noticiou no início desta noite, por volta das 19h no horário local, que o governo do país e também instituições privadas passam por ataques cibernéticos, e que a autoria de de tais invasões é de “estados estrangeiros”, sem definir qual ou quais países estariam envolvidos.

De acordo com declaração do parlamentar à BBC Britânica, a invasão hacker atingiu indústrias, organizações políticas, além do governo australiano. Ele garantiu, no entanto, que “nenhuma brecha” em larga escala de informações pessoais foi aberta. Ainda de acordo com Morrison, a garantia de que os ataques partiram de outro país tem validade pela forma como foram feitos.

“Sabemos que é um ator cibernético sofisticado om base em um estado por causa do tamanho e da natureza dos alvos e pelo de tipo de ferramenta usada”, concluiu.


Deputados e CRM-ES denunciam assédio moral e irregularidades na saúde pública do ES

Reunião de parlamentares com o CRM-ES. Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) divulgou que realizou junto de parlamentares capixabas, que realizaram no último sábado uma visita surpresa ao Hospital Dório Silva, uma fiscalização conjunta. A ação resultou na abertura de sindicância “ex officio” para apurar denúncias de assédio moral, além de outras reivindicações.

A reunião foi realizada ontem (17) e busca agora, principalmente, a implantação do chamado Hospital Covid Free (livre de Covid-19) para atendimento aos casos não relacionados ao coronavírus. O objetivo foi debater temas pertinentes a melhorias na saúde pública capixaba.

Nesse contexto, também foram denunciadas condições inadequadas de trabalho nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a falta de comunicação adequada entre o Samu 192 e a Central de Regulação de Vagas, e a suspeita de retenção do medicamento Hidroxicloroquina pelo governo do estado.

Denúncias de assédio moral 

As denúncias de assédio moral foram feitas por médicos que atendem no Hospital Dr. Dório Silva que, segundo eles, estão sendo pressionados a não informar possíveis irregularidades no que diz respeito a excesso de carga horária e segurança para evitar contágio por Covid-19 tanto em profissionais da saúde quanto em pacientes.

De acordo com o coordenador do Comitê de Crise no Enfrentamento do Coronavírus, conselheiro do CRM-ES Dr. Paulo Gouvêa, essas são denúncias muito sérias e o Conselho, por dever de ofício, encaminhará o caso à sua Corregedoria para abertura de sindicância.


Contarato pede responsabilização a advogado por ocultar informações sobre Queiroz

Senador Fabiano Contarato. Foto: Divulgação/Agência Senado

O senador Fabiano Contarato encaminhou um ofício ao Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, em que solicita providências para a apuração de potencial infração ética e possível responsabilização de Frederick Wassef, advogado de Jair e Flávio Bolsonaro, por ter ocultado informações sobre o investigado Queiroz.

“O Estatuto da Advocacia e da OAB, Lei n. 8.906/94, dispõe ser dever do advogado proceder de forma que o torne merecedor de respeito e que contribua para o prestígio da classe e da advocacia (art. 31). O código de Ética diz ainda que o advogado deve abster-se de ‘emprestar concurso aos que atentem contra a ética, a moral, a honestidade e a dignidade da pessoa humana’. Ao mentir publicamente sobre o paradeiro de Queiroz, Wassef desonra nossa categoria”, explica Contarato.

Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de São Paulo, pela Polícia Civil.


Suspensão de dívidas no futebol

Foto: João Brito

A Câmara dos Deputados, em Brasília, aprovou a suspensão de dívidas de clubes durante a pandemia. O pagamento a ser feito ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut). As atividades do futebol estão paralisadas no Brasil desde março e deve retornar nesta quinta-feira (18), com o jogo entre Flamengo e Bangu, pelo Campeonato Carioca.

Para alguns parlamentares, a proposta é sensível aos clubes e aos jogadores. O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) lamentou a falta de garantia de manutenção de empregos dos atletas.


Live discute democracia e igualdade racial no Espírito Santo

Acontece nesta quinta-feira (18), às 18h, uma live intitulada “Pela democracia, contra o racismo”, com a presença da vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, do vereador e presidente da Câmara Municipal de Cariacica, Cesar Lucas, além de representantes de entidades e grupos, que militam pela causa.

Terá a participação, por exemplo, de Mãe Yara, do Conselho Estadual de Igualdade Racial, a advogada e militante Ana Paula Brandão, o coordenador nacional da Conaq (Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas), Arilson Ventura, e o representante de comunidades evangélicas, o pastor Ivan Bastos.

O encontro acontece na página do vereador Cesar Lucas.


Após prefeito e vice serem cassados, interino deve ser afastado em Conceição da Barra

Sede da Prefeitura de Conceição da Barra. Foto: Divulgação PMCB

Olha que situação em Conceição da Barra. O agora ex-prefeito Francisco Bernhard Vervloet (PSB) e o vice Jonias Dionisio Santos (Pros), foram cassados em setembro do ano passado e afastados do cargo em março deste ano. Dessa forma, uma eleição suplementar aconteceu na cidade.

O comando ficou nas mãos, interinamente, até as eleições deste ano, do presidente da Câmara dos vereadores Walyson Santos Vasconcelos (PTB), mais conhecido como Matheusinho do Povão. No entanto, o Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) pediu no começo deste mês o afastamento do atual prefeito por irregularidades em contratos feitos durante a pandemia do novo coronavírus.

Um desses contratos emergenciais teve um valor total de R$ 421.700,00, para aquisição de 110 mil litros de combustível somente para a Secretaria de Saúde, com preços do litro da gasolina e do óleo diesel superiores aos praticados no mercado. Além disso, município gastou ainda R$ 611.829,20 com materiais esportivos, mesmo com as escolas fechadas por conta da pandemia.


Não aprovou

Foto: Getty Immages

A maioria dos deputados rejeitou o pedido para tramitação em urgência do PL 333/2020, dos deputados Delegado Danilo Bahiense (PSL) e Pastor Marcos Mansur (PSDB), que considera igrejas e templos de qualquer culto como atividade essencial. A matéria visa permitir a atividade religiosa presencial durante a pandemia pelo novo coronavírus. A decisão pela tramitação normal se deu sessão ordinária virtual desta terça-feira (16).

Com a urgência rejeitada, a matéria segue tramitando na Casa, mas em ritmo normal, o que, segundo Mansur, inviabiliza a matéria por conta da demora. “O objetivo da urgência é justamente acelerar a tramitação porque precisamos das igrejas funcionando nesse momento. As igrejas fazem um trabalho essencial de assistência social e espiritual”, explicou o parlamentar.

O líder do governo na Casa, o deputado Dary Pagung (PSB), pediu que os parlamentares votassem contra o regime de urgência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui