Presidente da Associação Médica do ES rebate declaração de secretário e fala sobre possível lockdown

A Associação Médica do ES (Ames) publicou nas redes sociais uma nota de repúdio à declaração do secretário de Estado do ES, Tyago Hoffmann

0
Dr. Leonardo Lessa é presidente da Ames. Foto: Reprodução

A pandemia do novo coronavírus, para além dos debates exclusivamente na área da saúde, também desencadeia troca de ideias no campo da política, já que decisões de governos são imprescindíveis para ações de combate à pandemia. Nesta semana, vimos um desses embates.

Após o secretário de Estado do governo do ES, Tyago Hoffmann, dizer a um portal de notícias local que chegaria o momento em que médicos decidiriam “quem vive e quem morre”, nos hospitais capixabas, a Associação Médica do ES (Ames) publicou nas redes sociais uma nota de repúdio à declaração (veja ao fim da matéria). Para falar sobre o documento emitido e também outros temas relacionados à pandemia, o presidente da Ames, Dr. Leonardo Lessa, concedeu entrevista exclusiva ao Movimento Online. Assista:

Abaixo, a nota de repúdio publicada:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui