Governador vai nomear Luciana de Andrade para chefiar Ministério Público do ES

Ela foi a mais votada da lista tríplice enviada ao chefe do executivo estadual e tomará posse no dia 4 de maio

0
Luciana de Andrade - Foto: Hélio Filho/Secom

O Governador Renato Casagrande vai nomear Luciana Gomes Ferreira de Andrade para o cargo de Procurador-Geral de Justiça, para o exercício do mandato no biênio 2020/2022. Ela foi a mais votada da lista tríplice enviada ao chefe do executivo estadual, que continha ainda os nomes de Marcello Souza Queiroz e Adelcion Caliman.

A votação ocorreu de forma online, na última sexta-feira (20), mesmo dia em que o atual Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Eder Pontes da Silva, enviou um ofício ao governador entregando o cargo.

A posse da nova chefe do MPES ocorrerá no dia 4 de maio. Luciana de Andrade obteve 168 votos no pleito interno, sendo seguida por Marcello Queiroz (146) e Adelcion Caliman (110). Outro nome que disputou a votação e ficou de fora da lista tríplice foi Luciano da Costa Barreto, com 107 votos.

Foto: Hélio Filho/Secom

A nomeação será publicada amanhã no Diário Oficial do Estado do Espírito Santo. A nova procuradora-geral de Justiça agradeceu ao governador e à classe ministerial pela nomeação e pela votação.

“Agradeço ao governador do Estado, Renato Casagrande, pela escolha do meu nome e pela confiança em mim depositada. Vamos fazer o nosso trabalho, com o viés de elevar ainda mais o papel do Ministério Público do Estado do Espírito Santo na defesa da sociedade capixaba, em tudo aquilo que abrange o trabalho institucional. Quero também agradecer aos colegas, promotores e procuradores de Justiça, que acreditam na nossa proposta e dizer que farei o que estiver ao meu alcance para que tenhamos uma instituição cada vez mais forte e representativa”, ressaltou Luciana Andrade, que é a atual secretária-geral do Gabinete do Procurador-Geral de Justiça e coordenadora da Assessoria de Gestão Estratégica (AGE) do MPES.

Currículo

Luciana Gomes Ferreira de Andrade, brasileira, natural de Taubaté-SP, nascida em 09 de dezembro de 1975 (44 anos), casada e mãe de dois filhos. Possui Graduação em Direito, pela Universidade de Taubaté-SP. Especialista em Direito Ambiental e Urbanístico pela Escola Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul, MBA do Programa de Po´s-Graduac¸a~o da Fundac¸a~o Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Financ¸as (Fucape), em Gestão do Desenvolvimento Sustentável nas Organizações e Mestra em Segurança Pública pela Universidade Vila Velha, cujo trabalho de conclusão versa sobre o sistema prisional feminino capixaba e a ótica da equidade de gênero.

Iniciou a carreira no Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) em março de 2003, como promotora de Justiça Substituta na Promotoria de Justiça de Vila Velha. Atuou em várias comarcas do Interior do Estado, como Barra de São Francisco, Linhares, Aracruz, Montanha, Mucurici, Rio Bananal, Cachoeiro de Itapemirim, Piúma, Vitória, Serra e Viana.

Em 2011, foi promovida, por merecimento, para atuar na entrância especial. Atualmente é titular na matéria de Execução Penal na Promotoria de Justiça Criminal de Viana.

Trabalhou nas diversas áreas de atuação do parquet, com as matérias Criminal, Cível e Infância e Juventude, com destaque na área das execuções penais.

Na área da Execução Penal, integrou o Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal (Getep) do MPES, desde a criação, em 2006, do qual também foi coordenadora no período de 16/01/2012 a 02/05/2012, quando assumiu a função de secretária-geral do MPES na gestão do atual procurador-geral de Justiça, Eder Pontes da Silva. Manteve-se nessa função até a data de hoje, inclusive durante a gestão da ex-procuradora-geral de Justiça Elda Márcia Moraes Spedo.

Durante a atuação no Getep, participou ativamente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), ligado ao Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG), em forte atuação de combate às organizações criminosas nos presídios.

No exercício do cargo de secretária-geral do Gabinete do Procurador-Geral de Justiça do MPES, é responsável também pela supervisão das assessorias de Controle Interno, Legislativa e Gestão Estratégica do MPES, na qual foi responsável pelo realinhamento do planejamento da instituição, além da implantação do Programa de Padronização da Rotina Administrativa (Propad) do órgão em todo Estado, sobretudo nas Promotorias de Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui